25 de nov de 2015

FALANDO SÉRIO:A publicidade infantil me incomoda


Eu poderia estar aqui falando sobre filmes que vi, livros que li, lugares que visitei mas não, o Falando Sério de hoje é sobre um assunto que me incomoda muito: O ABUSO DA PUBLICIDADE INFANTIL.

(Imagem retirada do site criança e consumo)

Só comecei a reparar na publicidade dirigida ás crianças depois que tive meu filho, e ai aquele alarme  materno ascendeu, não apagou mais e a pensei: alguma coisa está errada, bem errada. Foi então que tentei lembrar da minha infância e de como era a relação com essa publicidade, mesmo brincando na casa da vó, na rua, andando de bicicleta, jogando futebol com os primos e primas e assistindo televisão nos dias chuvosos, me lembrei de uma coisa muito importante:como eu me sentia próximo do dia das crianças (principalmente), natal e aniversário, eu ficava muito ansiosa, minha cabeça não parava de pensar ( qual brinquedo escolher ), deitava para dormir e não conseguia, ficava agitada, nervosa, era muito difícil decidir por que a publicidade na televisão me dava infinitas possibilidades. Hoje eu entendo esse efeito devastador que a publicidade abusiva provoca nas crianças, que ainda estão em formação de um senso crítico e que não  conseguem distinguir programação infantil e apelos publicitários, o mundo que a publicidade oferece é lindo, cheio de cores, de amigos, de valores distorcidos da realidade, e nós (Pais e Mães) temos o dever de barrar esses abusos, é uma luta diária, eu encontrei a minha maneira : assistindo a programação infantil junto do meu filho, mostrando outras possibilidades, ensinando que criar é melhor que comprar, e em alguns casos eu explico mesmo: "Olha Davi esse brinquedo não voa sozinho, esse comercial está mostrando uma mentira", teve uma vez que ele não acreditou nessa história de "comercial que engana" e fomos até uma loja de brinquedos e eu mostrei como aquele brinquedo funcionava, a decepção dele foi visível, chegamos em casa e criamos um novo brinquedo!
Esse assunto é bem complicado e em um post não conseguirei dizer muita coisa, mas trouxe aqui dois documentários, que peço encarecidamente a todos os pais que assistam e reflitam, eles são longos mas garanto que vale a pena cada minutinho.
O primeiro é o "Criança, a alma do negócio", o nome já diz tudo, e o segundo é o "Muito além do peso"






Você, pai e mãe que também compartilha da mesma revolta que a minha precisa conhecer o INSTITUTO ALANA .

"O Instituto Alana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que reúne os projetos que escolhemos apostar na busca pela garantia de condições para a vivência plena da infância. Criado em 1994, o Instituto conta hoje com projetos próprios e com parceiros – todos podem ser conhecidos abaixo – e é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Tem como missão “honrar a criança”.
( Descrição colhida do site do Instituto)

O Instituto Alana tem vários projetos: criança e consumo, território do brincar, prioridade absoluta e muitos outros que valem super apena dar uma conferida e ficar por dentro de todas as notícias. Tirei dois vídeos (super rapidinhos) lá do Criança e Consumo para ilustrar um pouco do que falei nesse post!!!



Hoje o meu pedido é para os pais, vamos prestar mais atenção nas jogadas publicitárias e tentar entender por que é tão difícil barrar um abuso como esse no Brasil, quais as empresas por trás de tudo isso, quem ganha mais, por que nós já sabemos quem perde mais, vamos denunciar esses abusos, incentivar nossas crianças a criar, desligar a televisão e mostrar outras possibilidades, dá trabalho eu sei, mas é pelo bem, pela infância, pelos nossos filhos!!!
E se você gostou deste assunto, deixe aqui um comentário, com certeza esse será um assunto bastante discutido aqui no blog!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, sugestão ou alguma dica...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.